Archive | julho, 2012

Quarta-feira bem humorada

25 jul

Hoje acessei a internet para conferir as novidades, lendo as notícias do dia, e aproveitei para me divertir:

GNT perde espaço entre mulheres.Segundo uma colunista do jornal online Estadão, o canal fechado perde público feminino de 18 à 49 anos. Muito interessante essa informação, pois as únicas atrações que eu associava ao canal GNT é o programa de entrevistas da Marília Gabriela, e Irritando Fernanda Young, que eu só descobri que existia pela internet.

Ashton Kutcher viverá nos cinemas o gênio Steve Jobs, o filme ainda não tem estréia prevista, mas certamente será um marco na carreira de Kutcher, o que comprova a versatilidade do ator que circula do drama pela comédia com eficiência. Sua atuação no filme de Jobs, reafirma ao telespectador o senso de humor norte-americano dos produtores de Hollywood que escolheram para interpretar um gênio um idiota milionário. (assistam Two and a half men ).

Avenida Brasil, há tempos não via uma novela brasileira fazer tanto sucesso, e não estou falando apenas do sucesso da mídia, mas sim do que tenho ouvido nas ruas. Ontem fui ao supermercado e ao passar as compras no caixa, a moça do caixa comentava com o empacotador que não perdia a novela e ele disse que também não. Querem ver o embate das personagens Carminha e Nina. Segundo a atriz que interpreta a vilã Carminha, Adriane Esteves, até ela se assusta com gente que torce por sua personagem. Em entrevista ao programa da globo, Fantástico, a atriz soltou um espontâneo comentário: “As pessoas são loucas”. De fato Adriane, por isso novela ainda faz tanto sucesso no Brasil, porque a loucura também emburrece.

Saturday Night Light foi a aposta da emissora Rede TV em levar a comédia stand up para o telespectador, um formato cheio de bizarrices e piadas carregadas com humor negro, apropriadas ao teatro ou ao público da internet que consagrou o apresentador e humorista Rafinha Bastos. Decididamente não caiu no gosto popular. Agora para ajudar, há rumores que o ator, e interprete do Robin (no quadro de Batman e Robin (versão gay) que passa na Praça É Nossa, do SBT) Alexandre Frota pode apresentar o programa. Pior não poderia ficar, eu ainda sou a favor de levantarem a dignidade e alto estima do Marcio Balas, e voltarem a transmitir o programa É TUDO IMPROVISO, bem mais divertido e inteligente, e uma ótima opção para quem gosta de humor stand up na TV. Fica a dica para desastrada Rede TV.

Como deu para notar no mundo das notícias de entretenimento há muita diversão, em política então, o que não falta é atração, em ano de eleição tem político virando personagem de gibi e apresentando suas propostas no mundo animado das HQ´s  e até andando de esqueite para se aproximar do público, só esqueceram de avisar ao “digníssimo” político que, o pessoal brasileiro obrigado a votar são os maiores de 18 anos.

Hoje é dia do amigo!

20 jul

Hoje é o dia do amigo, sabe como eu fiquei sabendo disso? Visitando redes sociais.
É inacreditável como as redes sociais na internet mudaram nosso comportamento em sociedade, hoje lembramos de aniversários de amigos e familiares graças à visitas constante às páginas de relacionamentos, ficamos atualizados sobre qualquer data comemorativa, por mais insignificante que seja. Há uns dez anos  antes da internet entrar em minha casa, eu nem fazia ideia que existia dia do amigo, dia do rock, dia do jornalista, dia do engenheiro, e por aí vai…Nenhuma informação dessas fazia diferença na minha vida. Hoje o dia inteiro as pessoas acessaram as redes sociais para postar mensagens “lindinhas” de carinho aos amigos, inclusive eu, e o que isso muda na prática? Será que temos a mesma facilidade de expor nosso sentimento pelo amigo com um grande e forte abraço ao encontrá-lo, de repente, na rua? Ou em qualquer outro lugar, sem temer ser tachado de louco, por fazer algo que poucas pessoas tem coragem hoje em dia?

Enquanto descansava, após o almoço, assistia na TV um tele jornal que anunciou um massacre que aconteceu nos Estados Unidos, na estréia do filme Batman, não lembro bem dos detalhes da notícia, apenas me lembro que ao final a jornalista disse que o jovem, autor do crime, era conhecido pelas pessoas próximas como um rapaz solitário. Infelizmente ele não é o primeiro que toma uma atitude terrível como essa por se sentir só, sem dúvida essa não deve ser a única razão, mas é um bom ponto de partida para a nossa reflexão.

Certa ocasião estava conversando com uma amiga sobre a diferença de comportamento e de valorização de pessoas que moram em grandes centros urbanos, como São Paulo, e pessoas que vivem em cidades do interior, como os moradores de Botucatu. Constatamos que os jovens do interior preocupam-se mais com a moral, porque geralmente as pessoas se conhecem e conhecem as famílias de cada um, enquanto que em cidades como São Paulo, a vida é muito agitada e muitos passam despercebidos, por isso tanto faz com quem você sai, ou com quantos sai, ninguém vai reparar, é por isso que a aparência é tão valorizada, o ter é mais importante que o ser em grandes metrópoles, porque foi dessa forma que as pessoas perceberam que podiam se destacar, afinal o ser humano tem uma necessidade natural de ser notado.

Percebo que essa ânsia de ser notado cresceu no interior humano com o avanço da globalização, um fenômeno que aproximou o mundo e propagou o individualismo, tirou a ideia do “penso, logo existo” e trouxe ao consciente mundial a ideia do “consumo, logo existo”, essa mudança de pensamento nos fez olhar cada vez mais para nós mesmos e com isso viver para satisfazer uma vontade insaciável. Ao agir assim pouco importa  quantos jovens se suicidaram desde o início do ano. Porque pessoas como esse jovem que assassinou tantos nos Estados Unidos fazem essas coisas? Não sei, mas receio que uma das razões esteja no sorriso que não damos ao colega de trabalho, escola ou faculdade, ao abraço que temos vergonha de dar em público em amigos e familiares, ao dia do amigo que comemoramos sem dar um telefonema para chamar os amigos para sair e dar boas risadas numa mesa de lanchonete, ou num velho barzinho conhecido da galera.